fbpx
6 motivos pelos quais seu relacionamento acabou...

6 motivos pelos quais seu relacionamento acabou…

Você pensando nos motivos relacionamento do seu relacionamento ter acabado...
Você pensando nos motivos relacionamento do seu relacionamento ter acabado…

Primeiramente, irei lhe mostrar onde você errou, para então, lhe mostrar como voltar com seu/sua ex. As mesmas atitudes levam aos mesmos resultados, então você não pode voltar com ele/ela e continuar cometendo os mesmos erros. Esse fato seria uma grande perda de tempo que acabaria magoando os dois pela desilusão.

Resumindo em uma única palavra, os relacionamentos são baseados em ATRAÇÃO. Essa é a base mais sólida de todo e qualquer relacionamento amoroso. E um relacionamento só acaba quando esse nível de atração diminui drasticamente. Acredite! Essa perda de atração que levou ao fim do seu relacionamento.

Como?

Abaixo segue uma lista de atitudes que fazem a atração acabar:

– Discussões e reclamações excessivas e sucessivas

– Reações desproporcionais (por exemplo, gritar ou xingar)

– Comparação com relacionamentos passados

– Péssimo relacionamento com os pais, parentes e amigos da pessoa

– Exploração nos trabalhos domésticos ou na questão financeira

– Desempenho sexual (queda da qualidade e frequência sexual)

– Mudanças corporais (por exemplo, ganho excessivo de peso)

– Manipulações emocionais (por exemplo, causar ciúmes)

– Não dar espaço e/ou fazer exigências excessivas a outra pessoa

– Fugir de uma conversa ou não dar atenção necessária

– Vícios (jogo, bebida, drogas e etc)

– Agressão física

Traições

– Arrogância e prepotência

– Rotina

Identificou-se com alguma?

Gritou? Relacionamento acabou... até rimou!
Gritou? Relacionamento acabou… até rimou!

Bom, agora você não tem mais motivos para perguntar por que o seu relacionamento acabou. Se ponha no lugar dele/dela e veja se você gostaria de conviver com uma pessoa que tivesse qualquer tipo de atitude dessas com você?

Você tem que compreender que errou em algum ponto (provavelmente ele/ela também). Se você não compreender e achar que foi tudo culpa dele/dela, de terceiros e etc nada irá mudar.

Existiam posturas suas no relacionamento que favoreceram a separação – mesmo que você sempre tentasse consertar as coisas, de alguma forma, você estava favorecendo o processo todo. Nós vamos focar nos erros para que eles novamente não apareçam no futuro.

Motivos pelos quais seu relacionamento acabou..

O que está por trás dessas atitudes?

Fatalmente, por trás de todas essas atitudes que eu listei acima estão o que eu chamaria de destruidores de atração. Listarei abaixo os mais comuns e pertinentes:

1. Insegurança

Essa é a cabeça dos cavaleiros do apocalipse. Não só relacionamentos, mas a insegurança é capaz de destruir amizades, famílias e até mesmo países – e não estou sendo dramático.

Insegurança gera diversos comportamentos que conspiram contra qualquer relacionamento. Porém, não se assuste: TODOS nós somos inseguros com algo, alguém ou alguma situação. A questão aqui é que existem situações que essa insegurança é irracional, o que deve ter sido o caso do seu relacionamento.

Solução: trabalhar sua autoconfiança.

2. Ciúmes

Juntamente ligado à insegurança, o ciúme é altamente destrutivo.

Um pouco de ciúme é bom para o relacionamento, pois liga o alerta de “existem outras pessoas interessadas na meu/minha parceiro(a), eu devo continuar atraente para ele/ela” e faz com que você saia da rotina. Entretanto, ciúme em excesso acaba com qualquer relacionamento, pois gera desconfiança no/do parceiro.

Solução: manter-se atraente para a seu/sua parceiro(a) e não terá mais problemas com ciúmes.

3. Controle

Pessoas controladoras tendem a sufocar as outras não dando espaço para desenvolvimento de habilidades individuais. Se você era o tipo de pessoa que reclamava – se razão lógica nenhuma – se seu/sua parceiro(a) saísse com amigos por exemplo, você tem exatamente o perfil controlador: quer saber tudo que está acontecendo, onde está acontecendo e com quem está acontecendo.

Você querendo assumir ou não, você tinha esse comportamento controlador porque você sentia que não era o suficiente para seu/sua parceiro(a) e temia que ele/ela encontrasse alguém novo que superasse você.

Solução: você aprenderá a dar mais espaço para as pessoas e se sentirá confortável com esse fato.

4. Descaso

Se você era o tipo que não se atentava a datas importantes do relacionamento (aniversário de namoro/casamento, dia dos namorados e aniversário da pessoa), então você o tinha essa atitude por pura acomodação. Você teve que perder para entender como ele/ela era importante para sua vida. Qualquer ser humano gosta de ser gracejado e valorizado pelo parceiro.

Solução: você dará duro para voltar com ela, naturalmente o seu respeito por ele/ela aumentará e sua consideração e preocupação com ele/ela também.

5. Aprovação

Fundada na insegurança, a necessidade de aprovação também aparece como um problema frequente. Ficar buscando validação do parceiro(a) é uma mostra de insegurança e que você não confia em si.

Se você costumava perguntar se realmente te amavam, se você era atraente, se gostam de você pelo que você era e etc, você buscava validação.

Solução: busca por aprovação é insegurança pura. Acabando com a insegurança essa busca por validação sumirá de suas atitudes.

6. Grude

Geralmente, acompanhado do perfil controlador ser grudento também sufoca as individualidades. Ficar muito tempo na companhia do/da parceiro(a) não é muito bom, porque causa a perda de PRECIOSIDADE e NOVIDADE – esses termos e conceitos são explicados mais a fundo no livro.

Pensando em tudo que já fez, mas só quando o relacionamento acabou.
Pensando em tudo que já fez, mas só quando o relacionamento acabou.

Percebeu aonde você errou?

Se sim, ótimo, você está no caminho certo.

Se não, seja sincero consigo mesmo e assuma os seus erros e defeitos.

Vou frisar bem essa situação:

MESMAS ATITUDES LEVAM AOS MESMOS RESULTADOS

Enquanto você não mudar suas atitudes você não poderá ter seu/sua ex de volta, porque esse fato machucaria tanto ele/ela como você, novamente.

Encare esse puxão de orelha como uma oportunidade para você refletir sobre a seu/sua maneira de agir.

O porquê você age assim: insegurança, medo, quer provar algo a alguém? Perceba se você agia assim só com ele/ela ou com outras pessoas ao redor (o que seria mais preocupante, eu lhe aconselharia procurar um psicólogo nesse caso – não tenha vergonha de correr atrás da melhora e tenha vergonha de se manter inerte diante uma dificuldade).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *